Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

tyaraju
No comando: Máximas da Vida

Das 9:00 as 11:00

13507003_1060658397361518_453000075740387301_n
No comando: Mate da Esperança.

Das 9:00 as 12:00

13507003_1060658397361518_453000075740387301_n
No comando: Terra e Raiz!

Das 06:30 as 8:00

ee3a02f801d33a8e4413d3c2e53fa2b8
No comando: PILOTO AUTOMÁTICO

Das 06:30 as 11:45

tyaraju
No comando: Vida Gaúcha.

Das 08:00 as 09:00

tyaraju
No comando: Comunidade 87.9

Das 11:00 as 13:00

ee3a02f801d33a8e4413d3c2e53fa2b8
No comando: PILOTO AUTOMÁTICO

Das 12:00 as 20:00

13507003_1060658397361518_453000075740387301_n
No comando: VIDA SHOW

Das 13:00 as 17:00

tyaraju
No comando: MATE NOVO

Das 17:00 as 19:00

images
No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

ee3a02f801d33a8e4413d3c2e53fa2b8
No comando: Piloto Automático

Das 20:00 as 06:30

Presos atuarão na limpeza urbana de Lagoa Vermelha

Compartilhe:
lagoa-vermelha

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado firmou, na segunda-feira, convênio com a Companhia de Desenvolvimento e Saneamento de Lagoa Vermelha (Codesa) para a utilização de mão de obra prisional na realização de atividades de limpeza urbana da cidade. Cinco detentos do regime aberto e semiaberto já realizam o trabalho e, a partir do acordo, na próxima semana outros dez presos serão utilizados em atividades como pintura de meio-fio, poda de árvores, limpeza de praças e canteiros.

Segundo o vice-prefeito de Lagoa Vermelha, Clóvis Neckel, o convênio prevê que a atividade prisional será de até oito horas diárias e não poderão ultrapassar 44 horas por semanas, com garantia de descanso obrigatório aos domingos e feriados. “A Codesa é a empresa contratada para realizar a limpeza urbana, através dela é que os presos são contratados”, explica Neckel. Ele destaca que a empresa se responsabiliza pelos uniformes e equipamentos de proteção individual necessários para a execução das atividades e em fornecer o maquinário adequado para as funções.

A Codesa também treinará e fiscalizará o trabalho dos presos, devendo reportar à Susepe qualquer fato que descumpra as cláusulas do convênio. A Susepe fica responsável por calcular a remuneração de cada apenado – o equivalente a 75% do salário mínimo vigente – e por fiscalizar o cumprimento do acordo. Os apenados selecionados terão autorização da Vara de Execução Criminal competente.   Fonte: Correio do Povo.

Deixe seu comentário: